Fibras - Psyllium Husk - Giroil




As fibras alimentares são constituídas de polissacarídeos estruturais, polissacarídeos de armazenamento e lignina de vegetais que não são digeridos no estômago e intestino delgado humanos. Informações variadas apóiam a posição da Associação Dietética Americana de que as pessoas deveriam consumir porções adequadas de fibras alimentares de diferentes vegetais. 

O Consumo recomendado, 20-30 g/dia para adultos saudáveis e 5 g/dia acrescentadas à idade das crianças, não está sendo atingido, em razão da ingestão baixa de boas fontes de fibra alimentar tais como frutas, vegetais, legumes, produtos integrais e grãos com alto teor de fibra. 

O consumo de fibras alimentares glutinosas abaixa os níveis de colesterol e ajuda a normalizar os níveis de glicose e insulina do sangue, fazendo deste tipo de fibra parte de uma dieta para tratamento de doenças cardiovasculares e do diabetes tipo 2. 

As fibras que são parcialmente ou lentamente fermentadas pela microflora no intestino grosso promovem uma evacuação normal e são componentes integrais de uma dieta que tem como objetivo o tratamento da constipação e a prevenção do desenvolvimento da diverticulose e diverticulite. Uma dieta adequada contendo alimentos ricos em fibras é geralmente também rica em micronutrientes e ingredientes não alimentícios que trazem benefícios adicionais à saúde. Não está evidente, pois várias pesquisas clínicas publicadas recentemente com a intervenção de fibras alimentares falharam ao mostrar a redução de pólipos no cólon, mas uma dieta rica em fibras também está associada a um baixo risco de câncer de cólon. 

Uma refeição rica em fibras é processada mais lentamente, o que promove a sensação de saciedade, fazendo com que seja freqüentemente menos calórica e com menor teor de açúcar e gorduras. 

Todas estas características fazem parte de um padrão alimentar para tratamento e prevenção da obesidade. Os tipos e quantidades apropriadas de fibras alimentares para o doente crítico e pessoas muito idosas não foram delineados claramente; talvez ambos necessitem de fontes não alimentícias de fibra. Diversos fatores confundem os estudos da função gastrointestinal no doente crítico, e os tipos de fibra que promoveriam a função normal dos intestinos delgado e grosso não são adequados neste caso. 

A manutenção do peso corporal em idosos inativos é realizada em parte diminuindo o consumo alimentar. Mesmo com uma dieta rica em fibras, um suplemento pode ser necessário para atingir o consumo adequado de fibras para a prevenção da constipação. Aumentando a variedade no padrão alimentar diário, os profissionais de nutrição podem ajudar a maioria das crianças e adultos saudáveis a atingir o consumo adequado de fibras alimentares. Int J Pharm. 2007 Apr 4;334(1-2):1-14. Epub 2007 Jan 21.

J Am Diet Assoc. 2002 Jul;102(7):993-1000 Posição da Associação Dietética Americana As implicações das fibras alimentares na saúde Marlett JA, McBurney MI, Slavin JL; Associação Dietética Americana Resumo 


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Como preparar sementes de chia

CHIA – O Super Alimento

REFLUXO GÁSTRICO, AZIA E SEMENTES DE CHIA